Quero especializar-me em procurar o meu caminho sem seguir o que outros sonham para mim. Sou como uma pequena abelha que pousa em várias flores e dela estrai o seu pólen. Flor e abelha independentes mas complementares. Sem flor como faria a abelha o seu mel? Só o amor me prende, só o amor em mim cria raízes, o que sobra, o que se vê, é um pouco de tudo e de nada de pequenos voos que complementam a força da natureza na sua função aparentemente singela. Não se espera da abelha que seja borboleta, nem da borboleta que seja abelha, cada uma é o que é…A natureza é bela porque mantém simples as suas funções. O homem cria discórdias sempre que deseja construir grandes torres de babel que nunca chegarão aos céus…
Grandes impérios de sol, ou de lua demoram anos a construir sem pressas, aproveitando apenas o melhor de cada uma das suas partes, ou não se teriam mantido tanto tempo de pé, nem seriam impérios…