A vida tem uma forma perversa de cumprir desejos. Nada é simples, recto ou até o verdadeiramente desejado. É deturpado de forma a que se consigam ver os vários ãngulos de uma mesma coisa. Será isso o sentido divino de perspectiva?? Ou apenas uma brincadeira de peões num tabuleiro que não se sabe a identidade dos jogadores. E a vingança existirá realmente ou não será mais uma ilusão de óptica em perspectiva retorcida? ou sera apenas a vida agarrada à lembrança??
E pela primeira vez fico sem palavras, a palavra vingança engasga-me na garganta e martela-me na cabeça há algum tempo. Terá sido isso ?? Porque de sonho pouco mais teve que uma conclusão de caixa vazia, como se a esmola tivesse sido levada por um qualquer ladrão esfomeado…