Nas asas dos anjos

http://www.youtube.com/watch?v=LvNpvM2Nf28&feature=youtube_gdata_player

É a festa dos pequenos querubins no céu. Estrelas cadentes iluminam a noite, como fogos de artificio. O meu eu sai de mim e vai dançando na noite estrelada, pelo caminho das estrelas, essa láctea via que se alimenta nas asas da imaginação.
É assim o pensamento, livre no seu querer. A felicidade é a ponta da cauda do cometa que passa e por onde o pensamento escorrega para tocar o sonho. E assim, brincando com os anjos que me acompanham, vou aprendendo que os amigos são as luzes no firmamento que nos chamam para nos encontrar e serem encontrados nessa arte que é viver abraçada ao sonho…

Memórias

Houve um tempo em que pensei que a tinha realmente perdido. Foi o desgosto da perda da mãe, e a negação de um amor que tentou abandonar por ter perdido a coragem de lutar.
Mas existem anjos. Foi quando apareceu a Lou.
Incentivou-a a procurar nossas origens, deu-lhe um novo rumo, um objectivo.
Filhas de pai português e mãe brasileira, nascidas no Brasil, saidas do Rio demasiado novas para lembranças. Vivemos envoltas em memórias que tentaram apagar para evitar sofrimento numa mãe que nunca mais pisou o seu chão.
E ela fez-se ao mundo para apaguar as mágoas e procurar o outro lado das nossas sementes…