palavras

Memórias

Houve um tempo em que pensei que a tinha realmente perdido. Foi o desgosto da perda da mãe, e a negação de um amor que tentou abandonar por ter perdido a coragem de lutar. Mas existem anjos. Foi quando apareceu a Lou. Incentivou-a a procurar nossas origens, deu-lhe um novo rumo, um objectivo. Filhas de… Continue reading Memórias

Anúncios
Sem categoria

Alma cigana

Alma cigana, para quê caminhar quando se pode voar?Deixa-me ler na palma da tua mão os traços que te levam nas asas do vento. Deixa-me ler-te, a sina, o destino, aquilo que a boca não diz, mas que os olhos já viram.Alma cigana, coração errante, sem poiso certo, de lar distante, qualquer lugar para ti… Continue reading Alma cigana

Sem categoria

Estrela da manhã

Em algum momento será hora de sair da minha caixa onde andei protegida daquilo que me ensombra as memórias. Talvez seja eu a minha maior assombração. A caminhar devagar percorro caminhos desconhecidos em busca das minhas próprias roupas. Vestida de mim, das cores próprias que a luz do sol da manhã reflete em mim. Renego a noite, a luz… Continue reading Estrela da manhã