palavras

Música e poesia – o diálogo dos anjos

http://www.youtube.com/watch?v=EnJK9uHXots&feature=youtube_gdata_player

A chuva em tempo de Verão é o céu que se emociona de cada vez que um anjo canta. Um poema é um segredo divino autorizado a ser partilhado com o comum dos mortais, é a letra com que os anjos cantam nos seus hinos de amor, nos arremeços de dor que não têm morada certa. Emprestar a voz, a um clamor mais alto, a um grito, a um pranto.
Dividir o peito, o amor e o leito com aqueles que sobrevoam todos os quereres do mundo. É um não calar injustiças, sentindo utopia como o canto natural, tal como a cotovia.
É divindir palavras com quem entende, com quem não sabe ou com quem se vende, a todos por igual como se fossem irmãos de sal ( esse valioso mineral que tempera os instintos, em pitadas alternadas conforme o seu natural sabor).
Sabendo palavras novas, em feitiços se fazem prosas, levando o imaginar ao coração de quem gostar.
Música e poesia – o diálogo dos anjos a que nos é permitido chegar, amar e interpertar. Algo em nós se levanta cada vez que um ser nos canta tocando sem nos tocar num feitiço impar de a todos aproximar.

Anúncios