Do you believe in Magic?

Se eu te disser que em cada frasquinho destes pus um pouco de mim, o que é que me dirias?
No minimo, que me falta algum alqueire de medida encefálica ou que, as purpurinas se diluiram nos excessos de liquidos da  juventude.
Mas pus. E não existe lá nem um pouco de secreção purulenta, só uma liquida mania de transformar tudo em palavras, como se fosse possivel colorir a chuva se se colocasse nas nuvens um pouco de corante da cor que nos apetecesse ver chover.
Como da vez em que escreveste um livro?
Muito melhor! Porque dessa vez as cores fundiam-se umas nas outras e o fundo não deixava passar a luz que devia incidir nas frases e o resultado é que não fazia grande vista para quem quisesse ler.
Desculpa?
eheh! Acreditas em magia?
Então anda daí, vamos ver o que pode acontecer…