Pichação

Hoje, como todas as semanas, fui novamente a Setúbal. Nunca pensei que gostasse tanto desta que é também um pouco a minha cidade. O rio Azul fica especialmente azul quando os dias começam a ficar quentes e a calmaria das águas mansas fazem apetecer navegar. Há muitas coisas que me encanta aqui mas foi sobretudo aqui que aprendi a gostar da arte de rua, muito visível nos maravilhosos graffitis que vão aparecendo como cogumelos nascidos nos lugares mais improváveis. Como todos os cogumelos há os venenosos e os de paladar incrível e assim são também estas obras de arte que se podem considerar em alguns casos poluentes mas noutros um verdadeiro espectáculo de desenho e cor.

O objectivo era fotografar o graffiti na parede lateral da mítica adega dos passarinhos, mas a disposição com que saí da terapia semanal não mo permitiu. Fica uma foto antiga, mas não menos interessante de um simpático boneco nascido na caixa eléctrica frente à galeria municipal.

…e são estes pequenos pormenores que também me vão alegrando as vistas no dia a dia.