As ironias dos pneus

Diz-se que “ando muito”. Se é verdade ou não, não sei, o que sei é que ainda ontem era novo e já vai lançadinho para os 90 mil Km. Abençoado! E ainda só tem as mossas que a “mãe” lhe fez ( a bem dizer, nem sei bem como, mas estão lá a comprovar que a maior parte das vezes conduzo com a cabeça sabe Deus onde… é a tal estória do piloto automático. Às vezes falha) .
Todos os anos leva ( ou devia levar) uns sapatos novos. Este ano furei e fui obrigada a comprar um fora de tempo o que me desconcertou as contas. Nunca mais me lembrei que, lá por ter comprado um, os outros necessitam, na mesma, de ser trocados.
Pfff!! abençoados amigos que têm olhos para ver essas coisas que me escapam.
Pfff!! A vida é irónica. Anda aqui uma mulher a tentar livrar-se dos pneus que tem a mais, e não sabe como se ver livre deles,  para depois lhe virem lembrar, que afinal ainda tem que gastar uns “cobres valentes” nuns pneus novos. É que seja onde for que vá, andando muito ou pouco, gosto bastante de chegar sem mossas…