Há fumo, mas não há fogão

Nunca na vida pensei que comprar um fogão desse tanta dor de cabeça ( bem, na verdade a dor de cabeça vem do café que ainda não consegui beber hoje, já que este posto de trabalho não tem nem lugar, nem maneira de me fazer chegar café que me acabe com este peso) . Não consigo decidir se é melhor investir num novo ou esperar que a sorte me traga em mãos uma oportunidade em segunda mão ( isso implica esperar, e não tenho muito tempo para…). Independentemente da escolha que fizer, chego à conclusão que quando chegamos ao limite de deixar que um fogão nos dite as possibilidades futuras no imediato, percebo que provavelmente estarei no limiar das coisas bizarras.