Só tu chegas

Não trazes nada para mim.  Só tu chegas. Só tu me chegas. Nos embaraços, nos vai e vem, no muito teu que dás a quem parece só de ti depender,mas não trazes nada para mim.
Deixa-me dar-te o meu peito para que ouças o teu nome de cada vez que entra e sai cá de dentro o ar que nos separa. A rapidez não permite, que pense com lucidez no que sinto para te dizer o que penso, mas ainda olho para trás, na esperança que vejas na sombra o que fica por dizer…
Vem ouvir no meu peito tudo o que há cá dentro, só para te dar…