Conversas de Bica

Saudade…
Saudade do toque, do cheiro, da pele, do riso… o amor vive envolto num pano de saudades, que ajudam a colorir a vestimenta que é a nossa. Não vivemos sem roupa; o frio: terrível, invisível inimigo, acaba por nos tolher os movimentos, renegando-nos a uma quietude mortal, mortífera. Não vivemos sem amor: a vida perde a cor, a água nasce dos olhos retirando-lhes o brilho e a esperança fica encerrada, fechada num qualquer lugar escondido.
Sair, abrir os braços, acolher o amor que esteve, está sempre ali para nos acolher, mesmo quando insistimos em não aceitar a diferenças, as nossas, as alheias.
Não chores mais; a saudade aumenta, potencia todas as capacidades. Nascem-me a música e as palavras como magia em frente aos olhos e a magia vem de ti e do tempo que nos falta ainda para chegarmos a um destino – ar…jeitinho…ar…

Ver o post original

Testes e equilíbrio

A época de testes está a chegar ao fim e já se avistam no horizonte o tempo das férias! Mil e uma voltas e reviravoltas e a vida fica mais leve. Não sem antes passarmos pelo Alegria e Movimento. É nestes dias que sinto que nos queixamos demais. Tantas modalidades, tantos miúdos a praticar desporto, desde o Xadrez até às artes marciais. Tenho orgulho de ter os meus filhos incluídos nesta festa. Cada um com a sua modalidade, já tendo experimentado várias delas. É um orgulho ver que a formação dos miúdos já não passa só pela vertente académica e gostei bastante de ver, também, o desporto escolar tão bem representado. Devemos orgulhar-nos disso. Devemos sempre orgulhar-nos quando desempenhamos o melhor que sabemos e podemos, o nosso papel. Mesmo que não seja perfeito, mesmo que não seja o melhor que existe, ou o que pensamos que queríamos que fosse . Quando fazemos o melhor que conseguimos dentro das circunstâncias, devemos sempre orgulhar-nos disso. Porque perder faz parte da vida, mas é a perder que se aprende o sabor do que realmente vale a pena e do que nos faz bem. A alegria e o movimento que vêm de dentro, são umas das mais importantes conquistas, na nossa vida!