Poesia

A forma

Estamos vivos. Pelas brumas do espaço pediste-me para estar calada. Apaguei as luzes É só luz. O corpo está lá todo, tomando a mesma forma. As mãos. Sentem o mesmo. A porta está aberta, lá fora o candeeiro da rua aguarda a ordem para se apagar. Quando a luz chegar, na madrugada, ficarei calada para… Continue reading A forma

Anúncios