a educação ao próximo, a great big world, filosofias existenciais, Fotografia, natural como só eu, palavras, rir é o melhor remédio

Onde estavas tu? Parte II

Ainda na série "Onde estavas tu?" redescobri o dia 28 de Setembro de 2015. Já faz um ano que uma família como a nossa chegou a Portugal, fruto da boa vontade e da empatia de quem não tem medo de fazer o bem, sem olhar a quem. Já não é a primeira vez que sinto muito orgulho… Continue reading Onde estavas tu? Parte II

Anúncios
da nossa vida, Memórias, palavras, receitas para viver melhor, rir é o melhor remédio, Ser

Onde estavas tu? 

Sou a " Maria das frases feitas" utilizo-as geralmente de forma irónica ou humorista "parafraseando" alguém ou alguma expressão que me ficou no ouvido. Pensado bem, talvez sejamos todos um pouco assim, porque só assim se explicam as "modas" de determinadas expressões. Partindo daqui, a expressão onde estavas tu ( originalmente no 25 de Abril… Continue reading Onde estavas tu? 

a educação ao próximo, a great big world, Domingos em família, músicas da minha vida, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor

As curvas e contra curvas da vida 

Não me lembro como a descobri. Não costuma andar nos circuitos que frequento, o que é certo é que que dei com as suas songs of origin e foi um sentimento de identificação. Em tudo, nos sons, nos videos que produz (ou que produzem para si) no visual, enfim, parece-me que temos um imaginário comum. Desde que descobri que… Continue reading As curvas e contra curvas da vida 

a great big world, da nossa vida, músicas da minha vida, natural como só eu, palavras, Ser

Sábado à noite 

Comecei por adorar o nome logo que ouvi falar desta música. Parece-me que será mais ou menos como a história da coca-cola, primeiro estranha-se, depois entranha-se. Foi o final da música que me cativou. Fez-me lembrar a minha vida tal e qual como ela é.  Os dias ainda são compridos, é sábado à noite e o… Continue reading Sábado à noite 

a educação ao próximo, a great big world, filosofias existenciais, músicas da minha vida, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor

Coisas simples que tornam a vida mais fácil – agradeço muito isso

Estão uma série de coisas terminadas e outras tantas por terminar. A cabeça cheia de ideias de como fazer poupando o máximo, uma série de pequenos projectos para completar e sentir-me ainda mais orgulhosa de onde estou a conseguir chegar, dia após dia, um passo atrás do outro. Lá ao fundo o objectivo principal, terminar… Continue reading Coisas simples que tornam a vida mais fácil – agradeço muito isso

a educação ao próximo, filosofias existenciais, litoral alentejano, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor

Deu-me uma fibrilhação teórico-politico-financeira. Choque! 

Eu andei um tempo a ver se este assunto passava sem ter que dar a minha opinião, mas o assunto parece estar cada vez mais aceso e, infelizmente, num país onde a iliteracia financeira é uma das causas de muita da desgraça que por aí anda, é necessário haver muito cuidado com determinados discursos, sobretudo com aquele… Continue reading Deu-me uma fibrilhação teórico-politico-financeira. Choque! 

a educação ao próximo, a great big world, da nossa vida, Domingos em família, filosofias existenciais, Fotografia, litoral alentejano, Memórias, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, Ser

Reflexões fora de época

Uma das coisas que mais me descontrai é ir à praia, por isso, a convite de uma amiga, hoje fui. Aliás hoje foi dia de amigas.  Há pessoas de quem podemos distanciar-nos o suficiente para estarmos mais de um ano sem as ver e ainda assim quando nos encontramos parece que foi ontem que nos… Continue reading Reflexões fora de época