Acordem-me quando chegar Setembro

10 horas e o cheiro a terra molhada dá-me as boas vindas a casa. É esta a marca das primeiras chuvas. O cheiro adocicado e quente da terra, molhada depois de muito tempo sem beijar a chuva. É este também o tempo dos recomeços, dos balanços dos planeamentos porque o nosso novo ano começa agora. 

Quando me balanço e me atiro nos balanços de vida sempre tive a péssima mania de me focar no que não consigo mas a boa atitude de não ultrapassar degraus. Fico num determinado patamar até conseguir ultrapassa-lo. Diria, que estou presa num terraço há algum tempo, sem encontrar a escada de subida ( assim só para não dizer que estes objetivos ainda estão todos por concluir). A pouco e pouco vou-me apaixonando pela minha “nova” casa e isso faz com que tenha 1001 planos de remodelação, mas como os recursos são muito escassos, vou-me ficando pelos sonhos e modelando e remodelando ao sabor dos euros do fim do mês. No final da Primavera decidi-me por embelezar o jardim e montar a esplanada de Verão. Um dos meus escassos recursos é o tempo e como tal pela altura das primeiras chuvas ainda estou diligentemente a montar a esplanada 😂😂. Lá teve que vir a remodelação da ideia e este ano vou manter a esplanada durante o Inverno assim pode ser que no próximo Verão esteja pronta. O que faz de mim uma nova pintora. Proteger a madeira é o próximo objetivo. Esse e os objetivos que ficaram pendentes…e tentar que seja este o ano em que vou manter um exercício físico contínuo durante o Inverno. É que só dietas não nos levam a lado nenhum, o importante é alterar comportamentos.