a educação ao próximo, a great big world, filosofias existenciais, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor

Poupar a todos os níveis

Em dia mundial da poupança podia falar em muita coisa mas prefiro apelar a que poupem o planeta ! ( e não, a EDP não me pagou, mas bem podia! a energia é uma das maiores fatias de gastos essenciais, nos bolsos dos portugueses, então, se temos mesmo que gastar, que gastemos sem poluir) 

Anúncios
a educação ao próximo, da nossa vida, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor

Batata doce,uma das salvadoras da pátria 

A eterna questão filosófica das mães e esposas deste país , quiçá do mundo ( e já não digo das mulheres porque quando estou sozinha é preciso muita força de vontade para comer de faca e garfo, admiro as pessoas que tiram prazer de cozinhar só para si) . O que é que eu vou… Continue reading Batata doce,uma das salvadoras da pátria 

a educação ao próximo, a great big world, músicas da minha vida, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, rir é o melhor remédio

I won’t give up 

A verdade é que aquela conversa de auto-ajuda que nos diz que a vida se vive em ciclos, é provável. Nestes anos que serão talvez metade ou mais da minha vida tenho-o sentido. O chato disto é que os ciclos maus são mais longos e como é evidente, difíceis, do que os ciclos bons, que… Continue reading I won’t give up 

a great big world, litoral alentejano, músicas da minha vida, palavras, receitas para viver melhor, Ser

Flagrante, desejo

Queria muito ir vê-lo no sábado à noite. Aliás, quero sempre vê-lo e ouvi-lo porque nunca me farto. A voz pede uma sala intimista, um lugar onde se possa ouvir e sentir, que é assim que tem que se fazer com a boa música.  Vou estar, tal como hoje estive a trabalhar à noite. Com… Continue reading Flagrante, desejo

a great big world, Fotografia, músicas da minha vida, natural como só eu, palavras, Poesia

Há locais e pessoas que não esquecemos, nunca!

Dizem que tem mais encanto na hora da despedida, mas não me consigo despedir dela  Volto sempre lá quando é preciso pôr o contador a zeros e felizmente dão-me sempre a desculpa ideal para isso.  Foi lá que me descobri é lá que me encontro quando a secura do caminho se torna demasiado árida e… Continue reading Há locais e pessoas que não esquecemos, nunca!