a educação ao próximo, a great big world, da nossa vida, livros que leio, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, Ser

Coisas que fazem a espécie …

...De gente que somos. A propósito deste artigo ( é agora que respiro fundo, faço a minha pose de monge budista e conto até 536, ou mais...)  Explico: o meu mais velho está no nono ano, tem 14 anos portanto, eu naquilo que posso e consigo ( estamos todos em multitarefa e todas as mães que trabalham… Continue reading Coisas que fazem a espécie …

Anúncios
a great big world, filosofias existenciais, músicas da minha vida, palavras, Ser

Uma espécie de poder 

10.46h, sábado de manhã. Vou-me deitar. Não, não andei na noite ( e se soubesse antes, que passaria tanta noite acordada, provavelmente não teria feito tanta noitada, mas se não as tivesse feito provavelmente não me teria sido tão fácil habituar ao horário e não teria aprendido tanto sobre o ser humano e como reagimos… Continue reading Uma espécie de poder 

a great big world, da nossa vida, Domingos em família, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, rir é o melhor remédio

Diz que é o Armageddon

Numa altura em que anda toda a gente meio " transloucada" com a febre Trump, agradeço ter este feitio meio desligado quando se tratam de febres apocalípticas. Sinceramente, desconfio que, no que respeita ao assunto Trump, a montanha vai parir um rato. "Gosto" especialmente das comparações com Hitler, quando se sabe que este ganhou as… Continue reading Diz que é o Armageddon

a great big world, filosofias existenciais, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, Ser

De corpo e alma

As dores voltaram. Não sei se é do frio se de, finalmente, estar a diminuir a medicação anti-depressiva. As dores voltaram mas não se comparam, nem de longe, nem de perto, com as que tive. São moinhas e pouco mais, de tal forma insignificantes que nem merecem analgésicos. Habituei-me tanto a defender-me que à pergunta:… Continue reading De corpo e alma

a great big world, da nossa vida, natural como só eu, palavras, receitas para viver melhor, Ser

Dormir a apanhar ratos 

Está sol lá fora e eu saí agora. Enquanto as paredes aquecem ao sol eu vou fazer aquilo que sempre faço depois de sair de uma noite, dormir. Por muito que me digam que isso é um desperdício de horas da minha vida, posso sempre contrapor que se descansar tenho grandes probabilidades de viver mais,… Continue reading Dormir a apanhar ratos 

a great big world, filosofias existenciais, natural como só eu, palavras, Ser, T(extos) E(ntre) S(onhos)

Compressas em tecido não tecido

Nunca fui grande fã do Inverno. Tudo aquilo que combina com Verão sempre foi muito mais condizente comigo. Gostava mais das frutas de verão, das roupas de verão, das festas no verão... Só que, as coisas vão mudando e até os gostos se transformam ( o melhor exemplo que tenho disso era a minha repugnância… Continue reading Compressas em tecido não tecido