a great big world, da nossa vida, filosofias existenciais, Memórias, palavras, Ser

E ao sétimo mês…

É o meu mês de férias favorito. O mês do calor, das ameixas, da melancia, o mês em que a imperial me sabe bem. É o mês do Carvalhal, o mês das coisas que mais adoro. Podia ter nascido 1 ou 2 semanas mais tarde e teria nascido em Julho, não me iria importar. Julho é indiscutivelmente o mês em que sou mais feliz e o mês em que perdi uma das últimas coisas que mais quis. Julho passou a ser para mim a certeza de que há certas coisas que é melhor abrir mão do que perder. 

Julho é sempre o mês em que tenho mais vontade de viver. 

Anúncios