A beleza está em nós, a great big world, da nossa vida, natural como só eu, palavras, rir é o melhor remédio, Ser

Para pior, antes assim…

Tirando os arrepios de frio constantes , a temperatura naquele limbo em que nem tenho febre nem me sinto bem, as dores que passam dos músculos para os ossos e destes para a axila esquerda que teima em manter-se linfáticamente entumescida, tudo vai bem no reino da fantasia. Só a cara deu tréguas, por enquanto, o que já não é mau de todo. Por estes dias sinto-me como se tivesse 60 anos e fosse um elefante preso a uma cana de bambú. Amanhã é dia de análises. Pode ser que seja desta que venha um nome de qualquer coisa que se saiba o que fazer para me dar sossego e rumo. Até lá sigo como o Sérgio Godinho : cá se vai andando, com a cabeça entre as orelhas…

Anúncios