A beleza está em nós, a great big world, da nossa vida, músicas da minha vida, natural como só eu, Ser, T(extos) E(ntre) S(onhos)

O poder que a música tem sobre mim

Para hoje, isto

A mudança de horários tem destas coisas. As rotinas e os hábitos são intrínsecas ao ser humano e encontrar ordem no caos parece ser um dos motivos da nossa sobrevivência. Chego a esta hora, já depois da minha hora de deitar e encontrar o sono, é agora um sofrimento. Não estou exausta o suficiente, mas já passei do horário do turno da tarde para o da noite e, assim sendo, só com ajuda química lá vai.

Enquanto espero pelo efeito, aproveito para ouvir ou procurar algo que me acalme, algo de que goste, numa tentativa, sempre intrínseca, de encontrar a sublime paz de espirito, um dos objectivos principais da minha caminhada na vida.

Adoro estas misturas de géneros musicais. O piano, uma das minhas paixões, e cordas, com percussão bastam para me devolver o batimento certo e me embalar o sono.

Enquanto à minha volta o mundo parece querer fugir debaixo dos meus pés, enquanto tudo muda e se transforma, enquanto as prioridades me atarem possibilidades de fugas, é nesta beleza simples que me refugio. É só fechar os olhos, ouvir, sincronizar a respiração e esquecer a desordem e o caos que não consigo controlar. E sem saber o sono chega e as dores vão dormir, todas as dores, até as da alma…

Boa noite

Anúncios