palavras, Poesia

Levito

    Levito Sempre que as ideias se encadeiam como fios de cabelo, que, sem direcção precisa, se enleiam em complicados nós de instinto, Sentimentos e razão: Levito! Perco o meu peso no ar, nesse ar que nos sustenta a vida. O ar. O ar de quem não sabe definir a direcção dos pensamentos. Penso… Continue reading Levito

Anúncios
Memórias

Dizes que não te escrevo

href="http://www.bloglovin.com/blog/11854475/?claim=f9ppfy5eruk">Follow my blog with Bloglovin É do tamanho de uma azeitona. Já foi maior, também já foi mais pequeno... Dizes que não te escrevo, e fazes disso uma birra, como se de uma criança te tratasses.Trato -te como tal! Uma criança mimada, que emburricou e não sairá jamais do lugar, se não acontecer o que ela quer. Pergunto-me… Continue reading Dizes que não te escrevo

Sem categoria

Fragilidades

Lembro-me de ti, de cada vez que o meu mundo pára para respirar. Os dias correm, com a agitação da minha vida, que continua com as suas subtilezas , tristezas e alegrias. A vida continua , mas eu lembro-me ti.Lembro-me num sorriso que passa noutro rosto, nuns óculos, que passam embelezando uns outros olhos, mas… Continue reading Fragilidades

Com as etiquetas