da nossa vida, livros que leio, músicas da minha vida, Memórias, palavras, Ser

Nos campos dourados 

Há músicas que nos hão-de acompanhar eternamente. Ou porque nos lembram momentos ou porque nos sabem bem ou só porque nos fazem sentir ( e sentir é uma coisa rara nos dias que correm, quase fora de moda, sentir). Estou nostálgica. Talvez seja da lua nova a crescer ou simplesmente seja do calor. Já houve um tempo… Continue reading Nos campos dourados 

Anúncios
palavras, Poesia

Levito

    Levito Sempre que as ideias se encadeiam como fios de cabelo, que, sem direcção precisa, se enleiam em complicados nós de instinto, Sentimentos e razão: Levito! Perco o meu peso no ar, nesse ar que nos sustenta a vida. O ar. O ar de quem não sabe definir a direcção dos pensamentos. Penso… Continue reading Levito

a educação ao próximo, Memórias

360º de novidades

Era um dia igual a tantos outros...Talvez um pouco mais cinzento. O céu, coberto dessa fina colcha cinzenta de algodão, que aconchega o céu à terra e mantém o frio cá em baixo, junto aos ossos que se deslocam por aí, não dava sinais de querer mostrar o sol. A janela estava entreaberta. Daquela janela… Continue reading 360º de novidades

Memórias

Dizes que não te escrevo

href="http://www.bloglovin.com/blog/11854475/?claim=f9ppfy5eruk">Follow my blog with Bloglovin É do tamanho de uma azeitona. Já foi maior, também já foi mais pequeno... Dizes que não te escrevo, e fazes disso uma birra, como se de uma criança te tratasses.Trato -te como tal! Uma criança mimada, que emburricou e não sairá jamais do lugar, se não acontecer o que ela quer. Pergunto-me… Continue reading Dizes que não te escrevo

Sem categoria

Sentei-me nas escadas que espreitam o quintal. Ao fundo a música batuca com a fúria de uma festa brava. As luzes iluminam o céu e o movimento da rua lá atrás, que se transforma em avenida por estas alturas, incomoda-me, por isso venho para o quintal. A velha laranjeira cumpre a sua missão perante a… Continue reading